#PUBLI

Conheça o Ysos App

O ysos é o app oficial para casais, solteiras e solteiros marcarem encontros

com pessoas reais sem enrolação, sem tabus, com SIGILO e segurança.

  • Fábio T. R. Augusto

[CONTO] O surgimento do Casal Libido!

Atualizado: 11 de jul.


Essa história é do dia que nosso casal protagonista se conheceu!


O casal Libido não era casal, até bem pouco tempo atrás e, tudo começou quando Alexandre, que tinha acabado de sair de um casamento bastante conturbado (vamos deixar resumido assim) e, num dia de ansiedade acima do normal, ele resolveu procurar alguma "putaria organizada" na cidade. Sua criação no ambiente da igreja o impediu de conhecer lugares assim: antros de perdição!


Logo que confirmou a separação, também conheceu o site Sexlog, voltado para casados e solteiros que buscam aventuras sexuais e liberais. Ele se cadastrou como "single" e rapidamente já estava em um grupo no whatsapp, onde estavam organizando uma festa, o intuito do evento era juntar as pessoas com interesses e fantasias parecidas. Janaína era a administradora deste grupo, foi ela quem fez a recepção ao Alexandre, dando as orientações, regras, etc, para o bom andamento do grupo.


Obviamente, ele foi espiar a foto dos integrantes do grupo, especialmente da Jana! Ela não usava seu rosto no perfil, era uma foto na academia, usando uma lycra de academia, marcando todo o corpo, a pose ajudava a exibir a cintura fina e uma bela anca, pernas torneadas, estilo mulherão! Fez uma busca e logo achou outras fotos: cabelo grande, preto, lábios enormes e bem desenhados, dignos da preta maravilhosa que é.


Alexandre, um galanteador barato e há muito tempo fora do "mercado", foi puxando conversa, começaram a trocar muitas ideias, fotos e já queriam se ver pessoalmente. No dia seguinte, Jana estava saindo para almoçar e ele insistiu para ir junto, concordaram de se encontrarem no centro da cidade. Sentaram numa mesa próximos a porta onde, quem passasse, poderia ver as fotos que mostravam um para o outro.

.

Ela estava linda, blusa azul com detalhes em renda, calça justa, deixando o corpo bem marcado, enquanto ele estava vestido com uma camisa verde, calça jeans e tênis surrado. Alexandre não pensou muito bem no visual, mas até que caprichou.


Comeram e conversaram bastante, principalmente sobre essa nova fase que Alexandre estava conhecendo. Terminaram o almoço, ele a levou de volta ao trabalho e foi embora, mas logo teve que se preparar para vê-la novamente. Enquanto trocavam ideias sobre o mundo liberal, onde Jana já estava mais inserida, Alexandre insistiu para saírem à noite, mas não teve sucesso, mas quando chegou em casa após o encontro, ela mandou uma mensagem pedindo uma carona pra casa, após o expediente. Na cabeça dele soou o alarme de cilada, afinal, tanto tempo sem flertar com alguém, não estava com a "malícia" em dia.


Alexandre tomou um belo banho, se vestiu de forma elegante, caprichou no perfume e, no horário combinado, estava na porta do prédio onde ela trabalha. Jana pediu uma gentileza, queria passar num shopping, comprar um presente para uma amiga, blá, blá, blá... Inocente que era, ele concordou. Encontraram uma vaga no estacionamento, um pouco afastada da entrada e pararam, ele desceu e ela pediu alguns minutos, entrou no banco de trás para "organizar suas coisas". Os vidros com insulfilm pouco deixava ver do lado de dentro, Alexandre nem se deu conta de qualquer movimento, quando Jana abriu a porta, ele faltou infartar de susto! Ok, já haviam falado de tudo e mais um pouco sobre putarias, mas chegar naquele ponto, ele assustou!


Ela estava completamente nua, a calcinha em cima da caixa de câmbio, com um braço escondendo seus seios, que Alexandre reparou desde o início, como ele descreve: "médios, nem pequenos, nem grandes, com mamilos avantajados, quase pedindo para serem chupados... A outra mão à frente da buceta, nitidamente molhada. A única coisa que disse foi: Vem! Alexandre, muito regrado e muito conservador quanto ao sexo, teria sua primeira vez dentro de um carro. As roupas dele foram ao assoalho do carro e o espaço reduzido fez os corpos colarem rapidamente, se ajeitaram e num rápido mover, Jana já o engolia com seu sexo!


A buc.3t@ encharcada, o falo em riste e camisinha posta, a conexão foi mais rápida que a velocidade 5G. Foi uma foda rápida, vigorosa, calorosa à ponto de embaçar os vidros num dia de verão nordestino e sacudir o carro feito frevo. Ele gozou na penetração, a fez gozar com uma surra de dedos e chupadas nos seios, o banco do carro exigiria uma boa limpeza depois.


Se arrumaram, conferiram se teriam sido vistos ou algo assim, mas estava tudo certo e foram então, comprar o tal presente, que nada mais era a lingerie que Jana usaria no evento do grupo! Alexandre pode opinar na escolha, afinal, havia sido escolhido como o par dela.


A festa aconteceu no fim de semana seguinte à aventura no shopping, Alexandre e Jana estavam em sintonia e, mesmo não sendo um casal, já estavam como casal. Mas, diferente do convencional, ambos estavam no meio liberal, ele não queria mais a prisão de algo monogâmico, ela já estava no meio há algum tempo, prezava a liberdade e o prazer de suas fantasias e ambos concordavam num ditado adaptado para o meio: quem divide, tem mais!


A festa foi a tal "putaria organizada" que Alexandre queria, transou numa madrugada, mais do que em 3 anos de casamento. Além disso, sentiu um prazer surreal, ao ver o deleite de Jana, sendo devorada por bocas masculinas e femininas, além, claro, do ápice, ao ser preenchida por dois homens ao mesmo tempo, com olhos vidrados no homem escolhido.


O tempo foi passando, os dois cada vez mais envolvidos com o meio liberal e foi assim que nasceu o Sr. e Sra. Libido! Como casal, decidiram apoiar pessoas que desejam buscar novas aventuras, novas experiências, ajudar aos que querer alcançar a liberdade sexual plena!


Meus queridos, muito obrigado por permitir que eu escrevesse a história de vocês! Uma honra


Todos os direitos reservados (lei 9.610/98 dos direitos autorais)


39 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Leia mais