#PUBLI

Conheça o Ysos App

O ysos é o app oficial para casais, solteiras e solteiros marcarem encontros

com pessoas reais sem enrolação, sem tabus, com SIGILO e segurança.

  • Casal Libido

Como sugerir um swing para sua parceira

Saudações libidinosas!


Demorei aparecer, né? Desculpem. Estávamos focados na produção de nossos e-books e (que já são dois) e fiquei um pouco ausente do blog, mas aqui estamos e hoje vou tentar responder uma perguntinha muito frequente em nossas redes sociais e e no meio liberal de forma geral.



De volta ao nosso blog para falarmos sobre uma questão que tem sido muito questionada em nossas redes sociais e também pelos contatos que recebemos aqui no site mesmo. Muita gente tem vontade de chamar sua parceira para o meio liberal, mas tem medo por não saber qual seria a forma mais adequada para se chegar nesse assunto que infelizmente ainda é tabu para maioria da sociedade.


A engraçado que, pelo menos nós, nunca recebemos a pergunta "como sugerir um swing para meu marido?"... Isso porque a resposta é bem simples, chega nele e diz: "Amor, o que você acha de comer eu e minha amiga?" Então, já sabe a resposta né? Primeiro a gente se faz de doido que não entendeu a pergunta pra saber se a mulher tá falando sério, depois ele a gente abre um sorriso e chama na bota. Quando a mulher disser em quem ela tá pensando, a gente já sugeriu umas 10 das 30 que já imaginamos. É inegável que em sua maioria esmagadora, nós homens, somos 90% sexo e todos nós já nos imaginamos com no mínimo duas mulheres ao mesmo tempo. Por esta razão não estamos na equação do post de hoje. Porque o que está acontecendo aqui, é que você é que quer saber como fazer para que sua mulher aceite que você coma outra e ainda possa curtir isso junto com você.


A má notícia, é que não existe uma fórmula matemática que garanta seu sucesso nessa empreitada. A troca de casais, popularmente conhecida como Swing, está se tornando uma prática mais comum a cada dia entre casais de todos os formatos e idades, tanto é, que existem casas especializadas para essa e outras práticas liberais e é claro que estou falando das Casas de Swing que estão cada vez mais presentes em todo Brasil (infelizmente não tem uma em nossa cidade).


Tá, eu sei que você quer saber mesmo é como convencer sua parceira a se entregar nessa prática envolvente, cheia de tesão e cumplicidade. Antes de tudo, você precisa saber que a coisa mais importante que existe para um casal e é o que mantém o relacionamento, é a confiança, transparência e sinceridade. Você tem abertura para falar sobre tudo com sua parceira? Ela tem abertura pra falar sobre tudo com você? Eu diria que inicialmente vocês poderia puxar uma conversa sobre a vida dela antes do casal, como ela era, o quê já aprontou, mas cuidado para não ser invasivo, procure fazer isso com o máximo de naturalidade, como uma curiosidade mesmo e demonstre interesse e quiçá, tesão pelos relatos dela... Procure saber se ela já fez alguma loucura tipo ficar com outra mulher, ficar com mais uma pessoa ao mesmo tempo... Evite termos específicos como ménage e swing logo de casa. Procure termos mais naturais como "troca de casal" e "sexo à três" (Ah... E não tente ter usa conversa toda de uma vez. A pressa é inimiga da perfeição).


Quando ela estiver a vontade com o tema, e só neste momento, plante uma semente. Você pode perguntar se ela sabe o que é uma Casa de Swing e o que ela acha disso. Se ela se mostrar aberta a ideia e tiver uma casa na sua cidade ou perto, faça um convite para conhecer. Nunca Casa de Swing ninguém é obrigado a nada, peça para conhecer, matar a curiosidade, saber como é. Deixe claro que não precisa rolar nada e vocês podem entrar e sair sem que haja qualquer interação sexual. A maioria das casa é aberta a visitação de curiosos, mas esteja atento as regras da casa e programação. Um dia de solteiros por exemplo, pode não ser o melhor dia para que ela conheça a experiência do swing, já que existem muitos solteiros que podem ser inconvenientes.


Se não tem uma Casa de Swing em sua cidade, eu sinto muito por vocês... Infelizmente também não tem na nossa. Mas não se preocupe, não quer dizer que não vai dar certo por isso. Existem outras maneiras de se iniciar no swing, como um privê mesmo com outro casal. Além das Casas de Swing, também existem sites especializados no meio liberal onde vocês podem encontrar casais, solteiros e solteiras para encontros reais.


Se você vive em Salvador, nossa primeira indicação é que conheça a InOff, a melhor da cidade. Mas se você não tem acesso a uma casa de Swing próxima, vou listar abaixo alguns sites de acesso gratuito (claro que algumas funções só estão disponíveis para assinantes, nada que lhe impeça de conhecer alguém e marcar um encontro. São eles:


SuaveSwing.com.br (Onde está nosso maior acervo de fotos e vídeos)

Sexlog.com


PS: Ao criar seu perfil, não postem fotos de rosto com acessórios que lhes identifiquem facilmente ou tatuagens que possam ser reconhecidas.


Existem outras redes sociais liberais, porém, essas duas são as mais acessíveis e que aglomeram maior público, então são os mais prováveis onde poderá encontrar perfis da sua cidade. Use com cuidado e não faça nada que não seja combinado entre você e ela. Não saia dizendo que vão só observar e quando chegar lá, queira sair comendo ou passando a mão em todo mundo. Isso pode causar insegurança nela e acabar pensando que ela não conhecia o homem com quem estava convivendo. Saiba que no swing quem manda é a mulher. Não queira usar isso para se lambuzar enquanto ele fica olhando. Direitos iguais, amigo. Você quer um ménage com ela e a amiga? Porque não começa levando um amigo pra ela? Veja o que ela acha, decidam juntos, proporcione a ela o que gostaria de ter. E o mais importante de tudo eu diria, combinem tudo antes de começar. Definam o que pode, o que não pode, o que aceita ou não o que faz e o que não faz. O combinado não sai caro.


Nosso desejo é que tudo corra bem e assim sendo, sejam muito bem vindos ao meio liberal. Lembrem-se que o meio não é apenas putaria, também é amizade e respeito. Dentro disto, curta, foda bastante. Respeite e digo mais, admire o tesão de seu parceiro/sua parceira. No meio liberal não há lugar para ciúmes, se têm algo pra resolver, resolvam antes de tentar. É necessário compreender que o outro tem desejos e fantasias e isso não é porque você não é suficiente pra ele(a); mas porque a carne é assim e ele(a) te ama. No Swing, amor e sexo são duas coisas bem distintas. Ela pode dar pra outro, matar o tesão que tem nele e voltar para o que tem com você que é muito maior, assim como você pode transar com outra e voltar pra ela, para o que vocês têm. Isso é liberdade, coisa de quem ama.


Para finalizar, já que chegou até aqui, que tal deixar sua opinião? Este artigo foi útil pra você? Respondeu suas perguntas? Tem mais alguma dúvida? Tudo isso você pode deixar nos comentários do post.


Beijos nossos e até a próxima!

156 visualizações

Leia mais